quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

“Carta ao Governador” cobra obras na BR-155 e na PA-275

 
O Brasil é um País que vai pra frente, desde que não vá pela PA-155 e pela PA-275
Data: 22/02/2012 ás 12:45:47 Link:
 
A ironia baseada em uma paráfrase da canção de “Os Incríveis” mostra a realidade da PA-155, que liga Marabá a Redenção, e ainda a PA275, entre Eldorado do Carajás e Parauapebas.

Em função dessa situação de caos nas estradas, um grupo de pessoas de Curionópolis, Parauapebas, Marabá e Eldorado, se reuniu no último sábado nesta última cidade para discutir estratégias para cobrar das autoridades a melhoria das duas rodovias e elaboraram o que denominaram de “Carta Aberta ao Governador Simão Jatene: Um manifesto pela Vida”.

A comissão é composta por membros da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Comissão Brandão Pró-emancipação, Sindicato dos Produtores Rurais de Eldorado e empresários da região. A reunião aconteceu no polo da Faculdade Cesumar, em Eldorado, e os participantes decidiram cobrar a recuperação urgente das duas rodovias.

Entre os participantes, estavam Silvana Moraes, diretora da Cesumar (polo de educação à distância), advogado Sérgio Moraes, representante da OAB, Magda Alves, Miguel Costa e José Soares, os três últimos representantes da Comissão Brandão.

Eles discutiram os vários argumentos que o governo do Estado tem apresentado para o atraso das obras de recuperação dessas rodovias, como as fortes chuvas que caem neste período do ano. Um dos membros do grupo lembrou que esta região arrecada em impostos para governo do estado o suficiente para que as rodovias estejam em permanente condição de uso pela população, mas lamentavelmente muitas vidas têm sido perdidas em função do estado precário em que elas se encontram atualmente.

De acordo com a comissão, as duas rodovias que cortam a região são apelidadas de rodovias da morte e a sinalização em vários trechos de ambas se resume a pneus e pedaços de paus, utilizados pela população para balizar as crateras existentes nas estradas.

Na Carta ao Governador Simão Jatene, os participantes da reunião lembraram o recente Plebiscito, em que Simão Jatene “defendeu arduamente a manutenção de um Pará grande. Pois bem, seu pleito foi atendido. Assim como um pai busca a união da família, o senhor trabalhou para manter o Pará unido. Mas, um pai atende a seus filhos de forma igualitária, sem favorecimento a uns, em detrimento a outros, e é isso que esperamos do senhor a partir de agora”.

Em outro trecho da carta, os líderes dizem: “Esperamos que o senhor, governador, lembre-se que também somos filhos do Pará e como tal merecemos seu respeito e atenção. Aliás, não foi isso que o senhor prometeu durante a campanha do Não? Já que o senhor quis que o Pará permanecesse grande, chegou a hora de seu discurso ser posto em prática e provar a todos nós que valeu a pena o Pará continuar grande e não nos deixar abandonados como há tempo estamos”.

Por fim, ficou decidido na reunião que será criada uma comissão composta por representantes da sociedade civil do sudeste do Estado, com a participação de deputados estaduais e federais, para ir a Belém e apresentar ao governador Simão Jatene um dossiê contendo fotos e vídeos, juntamente com documentos assinados pelos diversos segmentos sociais, formalizando a reivindicação.

Segundo os queixosos, caso o governador não tenha uma resposta positiva quanto à recuperação das rodovias, será dado inicio a um bloqueio simultâneo das rodovias PA-275 e BR-155, ainda sem data para acontecer.


Foto: CTonline.com.br Fonte: Marcos Pereira e Odoni Fagundes - freelancers/CTonline Postador: surgiu.com (abr)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.