COPA DO MUNDO 2014 - TORCER OU PROTESTAR?

SINTEPP/UNIDOS PRA LUTAR!

NADA DEVE PARECER IMPOSSÍVEL DE MUDAR!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

CASO DAS FACULDADES NÃO CREDENCIADAS GERA DOR DE CABEÇA

CONFIRA ABAIXO LISTA DAS FACULDADES CREDENCIADAS PELO MEC EM MARABÁ


Aconteceu na manhã de hoje, 11/07, reunião entre Secretaria de Educação, Sintepp e servidores envolvidos com diplomas de graduação e pós-graduação de faculdades que apresentam situação de irregularidade. O evento aconteceu as nove horas  no auditório da secretaria  e contou com a presença de vários servidores. Fizeram-se presente ao local as vereadoras Júlia Rosa, Irismar, Vanda Américo e Irmã Nazaré ( que, como de costume, não se pronunciou). 

O FATO:  a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional prega em seu Artigo 3º, VII, que um dos princípios do ensino será a valorização do profissional da educação. O Plano de Cargos Carreiras e Remuneração dos Profissionais da Educação de Marabá, aprovado pela Lei Nº 17.474, de 03/11/11, garante a progressão automática para os professores concursados como nível médio (antigo magistério) para o nível superior em pedagogia; garante ainda a progressão automática para os níveis de especialistas, mestre e doutor. Com base nisso vários professores buscaram fazer um curso superior para progredirem de nível médio para superior e vários outros fizeram cursos de especialização; poucos buscam o mestrado; o doutorado parece um sonho bem distante. Desde que a lei do PCCR foi aprovada, ainda no governo Maurino, muitos servidores conseguiram a tão sonhada progressão. Para isso o servidor deve preencher um requerimento, juntar os documentos comprobatórios de seu curso além de documentos pessoais, protocola na SEMED e aguarda a análise da Procuradoria Geral do Município. Até o final do ano passado, nenhum pedido foi indeferido pela PROGEM. Porém, a partir do início desse ano, a secretaria de educação exigiu uma análise mais criteriosa da documentação apresentada pelos servidores. Alguns problemas foram detectados pela secretaria, por exemplo, faculdades que expediram documentos sem estar credenciadas pelo MEC; faculdades que estavam credenciadas, mas que durante o curso perderam o credenciamento; faculdades que possuíam credenciamentos para funcionar em outras municipalidades, mas que não eram credenciadas para atuarem em Marabá. Diante disso, muitos pedidos foram indeferidos pela PROGEM, um grupo de professores que chegaram a receber a progressão para nível superior, voltaram para o nível médio e estão devolvendo o valor que receberam a mais considerado ilegal pela prefeitura. As pessoas envolvidas nesse processo procuraram a secretaria de educação e o Sintepp para tentar resolver o problema.
Em dialogo com a secretaria de educação o Sintepp apresentou a proposta de conceder aos servidores um prazo para que a situação fosse regularizada. A secretaria de educação definiu que os servidores concursados que já progrediram (tanto para nível superior como para nível de especialista) e que fizeram o curso em uma faculdade não credenciada terão até o dia 31 de dezembro de 2014 para convalidar seus certificados em uma faculdade credenciada. Pedro Souza pede que os servidores fiquem atentos para a faculdade que fará essa covalidação, "Se o processo for feito aqui em Marabá tem que ser em uma faculdade credenciada para funcionar aqui no município", advertiu ele. Recebemos denúncias de faculdades não credenciadas que estão procurando esses servidores cobrando uma taxa de até 1.800 reais. Fiquem muito atentos a isso, pois você poderá estar jogando o seu dinheiro fora.

Em sua fala a diretora do DRH, professora Marilsa Leite, esclarece que "Houve um equívoco e não foi o equívoco de um servidor apenas. Houve um parecer da PROGEM. Não falamos em descontar, mas em resolver o problema, há muitas faculdades credenciadas em Marabá que pode ser o caminho para covalidação desses certificados", disse ela.
Durante a reunião foi feita a proposta para que se suspenda o desconto daqueles servidores que progrediram ilegalmente, até que se resolva o caso.Pedro Souza respondeu que "se houver algum instrumento legal que garanta esse não desconto, ele o seguirá, mas que não pode tomar essa decisão de forma discricionária". No final do evento foi entregue pela professora Marilsa Leite, uma lista das Instituições de Ensino Superior em Marabá com credenciamento no MEC. São dezenove instituições, veja a lista abaixo. 

 IES EM MARABÁ COM CREDENCIAMENTO NO MEC

  1. Centro Universitário da Grande Dourados - UNIGRAN, Portaria nº 708/2012, de 29/05/2012
  2. Centro Universitário Internacional - UNINTER, Portaria nº 688/2012, de 25/05/2012
  3. Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI, Portaria nº 499/2013, de 12/06/2013
  4. Faculdade AIEC - AIEC/FAAB, Portaria nº 1.604/2001, de 24/07/2001
  5. Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Marabá - FACIMAB, Portaria nº 1.101/2008, de 03/09/2008
  6. Faculdade de Tecnologia e Ciências - FAT Salvador, Portaria nº 262/2000, de 03/03/2000
  7. Faculdade Educacional da Lapa - FAEL, Portaria nº 1.179/1998, de 29/05/1998
  8. Faculdade Metropolitana de Marabá - METROPOLITANA, Portaria nº 1.163/2012, de 13/09/2012
  9. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA, LF nº 1892/2009, de 29/12/2009
  10. Universidade Anhanguera - UNIDERP, Portaria nº 1.620/2009, de 13/11/2009
  11. Universidade Anhanbi - Morumbi - UAM, Portaria nº 4.594/2005, de 29/12/2005
  12. Universidade Católica Dom Bosco - UCDB, Portaria nº 1.536/2011, de 24/10/2011
  13. Universidade de Santo Amaro - UNISA, Portaria nº 1.176/2005, de 08/04/2005
  14. Universidade do Estado do Pará - UEPA, LE Nº 5.747/1993 de 18/05/1993
  15. Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL, Portaria nº 780/2007, de 06/11/2007
  16. Universidade Federal do Pará - UFPA,  LF nº 3.191/1957, de 02/07/1957
  17.  Universidade do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA, LF nº 12.824/2013, de 05/06/2013
  18. Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, Portaria nº 7/2013, de 14/01/2013
  19. Universidade Paulista - UNIP, Portaria nº 550/1988, de 08/11/1988

quarta-feira, 9 de julho de 2014

SECRETARIO DE EDUCAÇÃO FARÁ REUNIÃO PARA DISCUTIR CASOS DE FACULDADES IRREGULARES

ATENÇÃO: Informamos a categoria que ocorrerá Reunião oficial com o Sintepp, subsede Marabá, a Secretaria de Educação e com os servidores que tiveram problemas com o descredenciamento das Faculdades listadas abaixo. A reunião ocorrerá no dia 11/07/2014 às 09:00h, no auditório da SEMED.
Esperamos contar com a presença de todos os envolvidos.
 LISTA DA FACULDADES IRREGULARES NO PARÁ
  • Faculdade de Ciências Humanas de Vitória - Favix
  • Faculdade de Educação Superior do Pará - Faespa - antigo Instituto Ômega
  • Faculdade de Educação Tecnológica do Pàrá - Facete
  • Faculdade Universal - Facuni
  • Faculdade de Ensino do Estado do Pará - Fatespa
  • Faculdade de Tecnologia AD1 (atuava no Pará em parceira com a Unisaber)
  • Instituto Brasileiro de Educação e Saúde - Ibes
  • Instituto de Educação e Tecnologia de Paragominas - Itetep
  • Instituto de Ensino Superior do Pará - Iespa
  • Instituto Educacional Bom Pastor - IEBP
  • Instituto Educacional Heitor de Lima Cunha - Iehlc
  • Instituto Proficiência
  • Instituto Superior de Filosofia, Educação, Ciências Humanas e Religiosas do Pará - ISEFECHR-PA
  • Parceria entre Instituto Educacional Convictus, Faculdade Aberta de Filosofia, Tecnologia, Educação Física e Pedagogia Religiosa - Faentrepe - e Escola de Formação Tecnologica e Profissional - Eftepro.
 
 Atenciosamente, A Coordenação

segunda-feira, 7 de julho de 2014

LANÇAMENTO DA CANDIDATURA DE WENDEL BEZERRA

Olá companheiros e Companheiras,

Está confirmado o local de lançamento da Candidatura de Wendel Bezerra para Deputado Estadual, confira. 
LOCAL: Auditório do Hotel Amazonas, na Rodovia Transamazônica, ao lado do Motel Malibu
DATA: 09/07/14
HORÁRIO: às 17 horas

Por favor, companheiros que vão confirmar presença com a coordenação de campanha.

COORDENAÇÃO DA CAMPANHA
 Joyce 92058434
Aurismar 91872407
Elis 91812609/ 8110 4903

sexta-feira, 4 de julho de 2014

O BRASIL GANHANDO OU PERDENDO O JOGO, EU VOU PRO ARRAIÁ DO SINTEPP!

Companheiros,

Não esqueçam, é hoje o dia de NOSSO ARRAIÁ DA RESSACA, a partir das 17 horas na Sede Campestre Professor Evandro Viana ( O Club do Sintepp). Venha você e traga sua família e amigos. Haverá muitas atrações. Durante o evento estaremos bingando um aparelho celular Galaxy e um jogo de panelas. Teremos música ao vivo, comidas típicas e bebida a preço de custo. 

* NÃO SERÁ PERMITIDA A ENTRADA COM BEBIDAS.
 

quinta-feira, 3 de julho de 2014

CONVIDAMOS OS COMPANHEIROS A ABRAÇAREM ESSA LUTA!


VALE PREPARA O CAMINHO PARA O DRAGÃO DE FERRO

Tentando aliviar a consciência, os "donos" do "Dragão de Ferro", que com seus trezentos e tantos vagões já é hoje o maior trem de carga do mundo, liberará migalhas à comunidade dos bairros Araguaia, Aziz Mutran e São Félix. A quantia é comemorada pelo prefeito João Salame Neto que avalia "R$ 29 milhões podem parecer uma quantia pequena, mas é na verdade uma quantia enorme em qualquer lugar do mundo". Concordo que é uma grande quantia, dependendo do que se quer fazer com o dinheiro. Dá realmente de fazer muita coisa, menos reverter os trinta anos de exploração da VALE através do projeto Grande Carajás, verdadeiro saque as nossas riquezas naturais.
Essa medida é na verdade um paliativo para o que vai vir após a duplicação da ferrovia. Como está a atual estrada de ferro, os prejuízos materiais, sociais, pessoais, financeiros e de todo tipo já são contabilizados pelas comunidades cortadas por essa "trilha do mal". As residências construídas ao um raio de quilômetros da ferrovia tem suas estruturas danificadas, casas apresentam rachaduras e ameaçam cair devido a trepidação do solo causada pela passagem do trem. Trabalhadores deixam de escoar suas produções por ter a travessia de uma lado para outro da cidade ou bairro "embarreirada" por mais de semana quando o trem fica estacionado.  Quando isso acontece, em algumas localidades pessoas já morreram devido a impossibilidade de uma ambulância atravessar a ferrovia.
Alguém vai avaliar e dizer que quando essas áreas que formam os bairro a serem "beneficiados" com o "convênio" foram ocupadas, a ferrovia já existia. Esse fato, todavia, em nada muda a (in) responsabilidade da VALE com a comunidade local. Isso não a exime que arcar com as consequências que seu saque local traz para essas pessoas, a maioria trabalhador em busca de um local para morar. Porém o histórico da empresa em outras comunidades nos dá uma pista do que podemos esperar. A "boa vontade" da empresa é apresentada até ela adquirir o que quer. E, o que ela quer e visa agora é: ampliação da ferrovia, mais energia elétrica, com um único objetivo: retirar o mais rápido possível as toneladas de minério que ainda restam em nosso subsolo.
Esses convênios vem sempre nessas ocasiões, depois somem. O povo só fica vendo o trem passar cada vez mais pesado e nosso estado ficando cada vez mais leve. Espero, sinceramente, que pelo menos na consciência daqueles que hoje corroboram com esse "saque a lei armada" fique um peso maior que o do trem da vale - O Dragão de Ferro.
 
 
 
VEJA ABAIXO A MATÉRIA
 

Para beneficiar quatro bairros da periferia, João Salame assina convênio com a Vale


O prefeito João Salame assinou na manhã desta quarta-feira (02), convênio entre a Prefeitura de Marabá e a mineradora Vale, para a implantação do programa de revitalização das áreas urbanas da Estra de Ferro Carajás (EFC).
“Os R$ 29,7 milhões do convênio serão investidos nos bairros do Araguaia (Fanta), Nossa Senhora da Aparecida (Coca-Cola), Alzira Mutran (Km 07) e São Félix, além dos túneis nos Km 729 e 730”, disse Selbe Meireles, diretor de relacionamento da Vale.
Segundo o diretor, o projeto aprovado por ambas as partes envolve ações em segurança, acessibilidade e qualidade de vida. “Através da construção do muro, podemos evitar o tráfego de pessoas nas áreas mais perigosas ao longo da ferrovia. As passarelas, viadutos e túneis vão impedir o trânsito de pessoas e veículos nos momentos em que os trens pararem na ferrovia”, disse.
A urbanização nas áreas próximas à ferrovia também é primordial, contemplando no pacote de obras a interligação entre os bairros Araguaia a Alzira Mutran, além da interligação de São Félix à BR-222.
“É com grande satisfação que testemunho a assinatura desse convênio. A comunidade só tem a ganhar com isso”, disse João Diniz, presidente da associação de moradores da Coca-Cola.
Jeania dos Santos é moradora do bairro Alzira Mutran e vem lutando por melhorias nos bairros desde 2000. “Hoje é um dia de alegria, alcançamos uma meta que foi árdua. Hoje somos parceiros, finalmente”, disse.
“Gostaria de ressaltar não a questão material do convênio, mas sim o diálogo com a comunidade e com o poder público. Juntos, podemos mudar a situação de muitas pessoas nessa região.O prefeito João Salame pode contar conosco nessa caminhada”, ressaltou João Coral, diretor de energia da Vale.
O prefeito João Salame lembrou que em meio a tantas dificuldades, R$ 29 milhões podem parecer uma quantia pequena, mas é na verdade uma quantia enorme em qualquer lugar do mundo. “O que está acontecendo aqui hoje é a quebra de duas posturas extremamente radicais e comuns em nossos dias: ocupar a ferrovia ou ser capacho dos caprichos das empresas. Quero agradecer às lideranças comunitárias por nos ajudar a estabelecer o diálogo com a população na época das negociações e à Vale pela mudança de postura em relação a cidade”, disse.
João lembrou que ao todo, mais de 22 quilômetros de vias públicas nas comunidades do Km 07, Alzira Mutran, Nossa Senhora Aparecida, Araguaia e São Felix receberão pavimentação, sinalização, drenagem e iluminação. Os locais foram definidos em conjunto com a Prefeitura Municipal, com o intuito de viabilizar o acesso dessas comunidades a serviços essenciais, como o transporte público. Entre as obras previstas, está a pavimentação do acesso ao túnel do bairro Nossa Senhora Aparecida.

terça-feira, 1 de julho de 2014

1º ARRAIÁ SINTEPINHO NA ROÇA - VENHA CURAR A SUA RESSACA!

Caros Companheiros,

Findando mais um semestre de muito trabalho nas escolas, assembleias, reuniões, eventos nas escolas, o salário que não sai... Sexta-feira, dia 04/07, é o nosso dia! Jogo do Brasil! Se ganhar vamos comemorar; se perder vamos chorar a derrota! 
Não faça isso em casa, ou ai pelas ruas, venha para a Nossa SEDE CAMPESTRE (Club do Sintepp), no São Félix. A partir das 18 horas estará rolando o Nosso ARRAIÁ DA RESSACA!  Haverá muitas atrações, comidas típicas, bingos - tudo que um arraiá tem direito. Estamos organizando tudo para que possamos desfrutar desse descanso merecido. Venha e traga sua família e amigos.
A entrada será franca, estaremos vendendo bebida a preço de custo. 

* Não será permitida a entrada com bebidas. 

sexta-feira, 27 de junho de 2014

PSOL LANÇARÁ WENDEL BEZERRA CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL COMO REPRESENTANTE DE NOSSA REGIÃO


A Corrente Socialista dos Trabalhadores tem a honra de convidar todos os interessados em participar desta atividade política. Nosso objetivo é construir um programa que possa fazer frente aos projetos já consolidados por partidos que nada fazem em prol dos trabalhadores e trabalhadoras deste estado.
Compareça e ajude-nos a construir uma proposta de campanha que possa de fato conquistar os corações e as mentes dos cidadãos do Sul e Sudeste do Pará.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

PROVA DE PORTUGUÊS PARA TERCEIRO ANO COM GABARITO - CONTO PSICOLÓGICO E PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

EEEM PROF. ACY DE JESUS DE NEVES BARROS
DIRETOR: FÁBIO ROGÉRIO
PROFESSOR: AURISMAR LOPES QUEIROZ
ALUNO(A): ________________________________ Nº ___ TURMA: ____ DATA: ___/___/2014
PROVA DE PORTUGUÊS – II BIMESTRE 2014

LEIA  O TEXTO ABAIXO UM TRECHO DO CONTO “O AMOR”, DE CLARICE LISPECTOR,  PARA RESPONDER AS QUESTÕES.














Amor

Um pouco cansada, com as compras deformando o novo saco de tricô, Ana subiu no bonde. Depositou o volume no colo e o bonde começou a andar. Recostou-se então no banco procurando conforto, num suspiro de meia satisfação.
Os filhos de Ana eram bons, uma coisa verdadeira e sumarenta. Cresciam, tomavam banho, exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos. A cozinha era enfim espaçosa, o fogão enguiçado dava estouros. O calor era forte no apartamento que estavam aos poucos pagando. Mas o vento batendo nas cortinas que ela mesma cortara lembrava-lhe que se quisesse podia parar e enxugar a testa, olhando o calmo horizonte. [...]Parecia ter descoberto que tudo era passível de aperfeiçoamento, a cada coisa se emprestaria uma aparência harmoniosa; a vida podia ser feita pela mão do homem.
No fundo, Ana sempre tivera necessidade de sentir a raiz firme das coisas. E isso um lar perplexamente lhe dera. Por caminhos tortos, viera a cair num destino de mulher, com a surpresa de nele caber como se o tivesse inventado. O homem com quem casara era um homem verdadeiro, os filhos que tivera eram filhos verdadeiros. Sua juventude anterior parecia-lhe estranha como uma doença de vida. Dela havia aos poucos emergido para descobrir que também sem a felicidade se vivia: abolindo-a, encontrara uma legião de pessoas, antes invisíveis, que viviam como quem trabalha — com persistência, continuidade, alegria. O que sucedera a Ana antes de ter o lar estava para sempre fora de seu alcance: uma exaltação perturbada que tantas vezes se confundira com felicidade insuportável. Criara em troca algo enfim compreensível, uma vida de adulto. Assim ela o quisera e o escolhera.
[...]
O bonde vacilava nos trilhos, entrava em ruas largas. Logo um vento mais úmido soprava anunciando, mais que o fim da tarde, o fim da hora instável. Ana respirou profundamente e uma grande aceitação deu a seu rosto um ar de mulher.
O bonde se arrastava, em seguida estacava. Até Humaitá tinha tempo de descansar. Foi então que olhou para o homem parado no ponto.
A diferença entre ele e os outros é que ele estava realmente parado. De pé, suas mãos se mantinham avançadas. Era um cego.
O que havia mais que fizesse Ana se aprumar em desconfiança? Alguma coisa intranquila estava sucedendo. Então ela viu: o cego mascava chicles... Um homem cego mascava chicles.
Ana ainda teve tempo de pensar por um segundo que os irmãos viriam jantar — o coração batia-lhe violento, espaçado. Inclinada, olhava o cego profundamente, como se olha o que não nos vê. Ele mascava goma na escuridão. Sem sofrimento, com os olhos abertos. O movimento da mastigação fazia-o parecer sorrir e de repente deixar de sorrir, sorrir e deixar de sorrir — como se ele a tivesse insultado, Ana olhava-o. E quem a visse teria a impressão de uma mulher com ódio. Mas continuava a olhá-lo, cada vez mais inclinada — o bonde deu uma arrancada súbita jogando-a desprevenida para trás, o pesado saco de tricô despencou-se do colo, ruiu no chão — Ana deu um grito, o condutor deu ordem de parada antes de saber do que se tratava — o bonde estacou, os passageiros olharam assustados.
Incapaz de se mover para apanhar suas compras, Ana se aprumava pálida. Uma expressão de rosto, há muito não usada, ressurgia- lhe com dificuldade, ainda incerta, incompreensível. O moleque dos jornais ria entregando-lhe o volume. Mas os ovos se haviam quebrado no embrulho de jornal. Gemas amarelas e viscosas pingavam entre os fios da rede. O cego interrompera a mastigação e avançava as mãos inseguras, tentando inutilmente pegar o que acontecia. O embrulho dos ovos foi jogado fora da rede e, entre os sorrisos dos passageiros e o sinal do condutor, o bonde deu a nova arrancada de partida.
Poucos instantes depois já não a olhavam mais. O bonde se sacudia nos trilhos e o cego mascando goma ficara atrás para sempre. Mas o mal estava feito. [...]
01. Esse conto de Clarice Lispector se caracteriza como um conto psicológico porque:
a)       Ao mesmo tempo em que narrar uma história concreta, o narrador nos apresenta as angustias e questionamentos interiores da personagem.
b)       Está sendo narrado em terceira pessoa.
c)       Está sendo narrado em primeira pessoa.
d)       A personagem narradora é protagonista.
e)       A personagem narradora é testemunha.
02. A personagem tenta se conformara com sua realidade cotidiana. A frase no texto que melhor mostra isso é:
a)       “Assim ela o quisera e o escolhera”.
b)       “A cozinha era enfim espaçosa, o fogão enguiçado dava estouros”.
c)       “O bonde vacilava nos trilhos, entrava em ruas largas”.
d)       “A diferença entre ele e os outros é que ele estava realmente parado”.
e)       “Mas o vento batendo nas cortinas que ela mesma cortara lembrava-lhe que se quisesse podia parar e enxugar a testa, olhando o calmo horizonte”.
03.  O que motivou a distração e perturbação de Ana no bonde?
a)       O calor intenso.
b)       Um moleque que vendia jornais rindo.
c)       Os fato de ovos que carregava terem se quebrado.
d)       Um cego que mascava chicles.
e)       A parada brusca do bonde.
04. No texto aparece o seguinte período: “Depositou o volume no colo e o bonde começou a andar”. Com relação a ele é correto afirmar:
a)       Trata-se de um período simples, pois há apenas uma oração.
b)       Como não possui oração, trata-se de uma frase nominal.
c)       O sujeito do verbo “depositou” é o mesmo do verbo “começou”.
d)       Trata-se de um período composto, pois possui mais de uma oração.
e)       A conjunção “e” está sendo usada fora de seu sentido normal.
05. Com relação à frase abaixo, marque a opção correta.
“Sem sofrimento, com os olhos abertos”.
a)       É um período simples.
b)       É um período composto por coordenação.
c)       É um período composto por subordinação.
d)       É uma oração independente.
e)       É uma frase nominal.
06. Na frase “Cresciam, tomavam banho, exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos.”, as orações que aparecem nele são:
a)       Todas coordenadas sindéticas.
b)       Todas coordenadas assindéticas.
c)        Há duas coordenadas sindéticas e uma coordenada assindética.
d)       Há uma coordenada sindética e uma coordenada assindética.
e)       São todas coordenadas sindéticas aditivas.
07. A frase destacada na questão anterior poderia ser reescrita sem prejuízo de sentido em qual das alternativas abaixo?
a)       Cresciam, tomavam banho, mas exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos.
b)       Não só cresciam,  como também tomavam banho e exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos.
c)        Cresciam, tomavam banho, portanto exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos.
d)       Não cresciam, nem  tomavam banho, mas exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos.
e)       Cresciam, tomavam banho, pois exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos.
08.Encontre a conjunção coordenativa que aparece na tirinha transcreva-a abaixo, dê sua classificação e diga que ideia ela representa.


______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________




09. Veja qual relação há entre os pares de orações abaixo e reescreva-os criando um período composto por coordenação. Use para isso a tabela das conjunções coordenativas abaixo.
Classificação
Exemplos
Ideias que expressam
Aditivas
E, nem, não só ... mas também
Adição, soma, acréscimo.
Alternativas
Ou... ou, ora...ora, já ... já, quer ... quer
Alternância, exclusão, escolha
Adversativas
Mas, porém, entretanto, no entanto, todavia, não obstante
Adversidade, contrariedade, oposição
Conclusivas
Então, pois, portanto, assim, logo
Conclusão
Explicativas
Porque, que, pois
explicação

a)       Formou-se em duas faculdades.
Não consegue arranjar um emprego.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
b)       Trabalhou a noite inteira.
Não estudou para a prova.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c)       O povo brasileiro está cada vez mais consciente de seus direitos.
As mudanças sociais deverão acontecer.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
d)       Formou-se em engenharia ambiental.
Formou-se em mecânica de automóveis.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
e)       Os jovens são o futuro do Brasil.
Os jovens são seu presente?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
10. Marque a alternativa abaixo em que a conjunção “e” foi usada no sentido de adversidade.
a) Viajou com os filhos e com os amigos.
b) Estudou bastante e tirou notas baixas.
c) Ganhou honra e respeito dos amigos.
d) A mulher saiu de casa e foi morar com os amigos.

e) A menina mostrou-se educada e delicada. 


GABARITO
01- A, 02- A, 03- D, 04-D, 05- E, 06-B, 07- B
08- OU, conjunção coordenativa alternativa, está dando ideia de exclusão. 
09- 
a) Formou-se em duas faculdades, mas não consegue arranjar um emprego.
b) Trabalhou a noite inteira, por isso não estudou para a prova.
c) O povo brasileiro está cada vez mais consciente de seus direitos, portanto as mudanças sociais deverão acontecer. 
d) Formou-se em engenharia ambiental e mecânica de automóveis.
e) Os jovens são o futuro do Brasil, ou são o presente?

10- B



terça-feira, 24 de junho de 2014

CONVOCATÓRIA PARA ASSEMBLEIA COM DIRETORES E VICE-DIRETORES ELEITOS

CAROS COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS,

O processo de eleição para diretor de escola em Marabá foi um marco histórico de nossa luta na democratização da educação pública municipal. Consolidamos em 2013, através desse processo, mais de trinta anos de luta dos trabalhadores em educação do nosso município. Entendemos, no entanto, que não é somente com o ato de eleger o diretor das unidades de ensino que se fará acontecer de fato uma gestão democrática.
É preciso definir e deixar bem esclarecido aquilo que entendemos como uma gestão alicerceada nos princípios democráticos. Diretor e vice-diretor eleitos, através de um processo de escolha que se deu com a participação de toda a comunidade escolar, tem um compromisso e responsabilidade maior com a sua comunidade e com seus pares do dia a dia de trabalho  do que aqueles que outrora foram empossados através de apadrinhamentos políticos. 
Esse compromisso com a comunidade e pares deve se dar da forma mais harmoniosa possível com a estrutura hierarquizada da administração pública. Porém o dever de obedecer deve ser somente naquilo legalmente constituído  pelas normas e leis da administração pública, baseadas nos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Nunca, jamais deve ser uma submissão política. 
Dessa forma, a Coordenação do Sintepp Subsede de Marabá ver a necessidade da realização de um fórum de debate com os companheiros envolvidos nesse processo de eleição que aconteceu no município em fins de 2013. O objetivo será fazermos uma avaliação dos seis meses de governo pós-eleição para diretor, além de tirarmos propostas de encaminhamentos para melhorarmos a  consolidação desse processo em nosso município. 
Portanto convidamos todos os diretores e vice-diretores da rede municipal de ensino para participarem de uma assembleia que será realizada no próximo dia 27/06, sexta-feira, às 14 horas, no auditório da EMEF José Mendonça Vergulino, na Marabá Pioneira. 
A presença de todos é de suma importância, por isso pedimos que não faltem. 

segunda-feira, 23 de junho de 2014

PROGRAMAÇÃO CULTURAL FESTEJO JUNINO 2014





ORD
Atrações Dia 21/06 – Abertura Oficial –  1ª noite – Sábado

Entrada
Saída
01
Concentração Praça Duque de Caxias – Cortejo Cultural c/ todos os Grupos Juninos
17:00h
19:30h
02
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
03
Mensagem de Abertura Oficial
20:00h
20:05h
04
Apresentação dos Grupos Juninos, inscritos no Certame 2014
20:10h
22:00h
05
Show cultural
22:00h
02:00h

ORD
Atrações Dia 22/06 - 2ª noite - Domingo
                                
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
02
Apresentação do Projeto Dançando e Educando  - Cine Marrocos
20:00h
20:15h
03
Apresentação Projeto de Musica “Cine Marrocos”
20:40h
21:00h
04
Concurso Municipal Miss Caipira 2014
21:00h
23:00h
05
Show Cultural
23:00h
01:00h









ORD
Atrações Dia 23/06 – 3ª noite – Segunda Feira
                                
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj. Kadson
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina
20:00h
20:05h
03
Apresentação Especial “ Palhaço Espaguete e Turma do Sorriso
20:10h
20:30h
04
Apresentação das Quadrilhas 1ª Eliminatória
Boi Bumbá Treme Terra
Boi Bumbá Senador
Quadrilha Amor Perfeito - Mirim
Quadrilha Gigantes do Norte – Adulta “B”
Quadrilha Levada Louca  – Adulta “A”
Quadrilha Splendor Junino – Adulta “A”

20:30h
23:00h
05
Espaço Cultural Clauber Martins e o Grupo Chapéu de Couro
23:00h
02:00h
06
Enceramento Dj.
02:00h
02:30h

ORD
Atrações Dia 24/06  – 4ª noite – Terça Feira                          
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj. Kadson
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina 
20:00h
20:05h
03
Apresentação Especial “ Palhaço Espaguete e Turma do Sorriso


04
Apresentação das Quadrilhas 2ª Eliminatória
Quadrilha Arrastão do Amor- Mirim
Quadrilha Sereia da Noite – Mirim
Quadrilha Titanic – Adulta “B”
Quadrilha Águia de Fogo – Adulta “B”
Quadrilha Arrastão do Amor – Adulta “B”
Quadrilha Amor Perfeito –  Adulta “A”
Quadrilha Jevac  – Adulta “A”
Quadrilha Fogo no Rabo – Adulta “A”
20:30h
23:00h
04
Arrasta Pé do Neroso Show com Monteirinho
23:00h
02:00h
05
Enceramento Dj. Kadson
02:00h
02:30h




ORD
Atrações Dia 25/06 – 5ª noite – Quarta Feira
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina 
20:00h
20:05h
03
V Concurso Intermunicipal de Quadrilhas em Marabá
20:10h
20:30h
04
Municipios:
Parauapebas............Quadrilhas: Explosão de Cheiro / Rabo de Palha
Marabá.................Quadrilhas: Fogo no Rabo e Quad. Splendor Junino Itupiranga.................................Quadrilha Fumaça no Rabo Jacundá....................................Quadrilhas Princesinha do Sertão 
 Bom Jesus do Tocantins.......Quadrilha Explosão Junina
Jacundá....................................Quadrilha Amor Caipira
20:30h
23:00h
05
Show Cultural Felismar  e Banda
23:00h
02:00h
06
Enceramento Dj. Kadson
02:00h
02:30h

ORD
Atrações Dia 26/06 – 6ª noite – Quinta Feira
                                
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina 
20:00h
20:05h
03
Apresentação das Quadrilhas 3ª Eliminatória
20:05h
20:30h
04
Grupo furacão Mirim
Quadrilha Levada Louca - Mirim
Quadrilha  Compasso Trapaço Pente Fino – Adulta “B”
Quadrilha Coração de Estudante – Adulta “B”
Quadrilha Muleka Sem Vergolha – Adulta “B”
20:30h
23:00h
05
Show Cultural Ruanna Ly
23:00h
02:00h
06
Encerramento Dj. Kadson
02:00h
02:30h




ORD
Atrações Dia 27/06 – Palco Oficial – 7ª noite – Sexta Feira
                                
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina 
20:00h
20:05h
03
Apresentação Boi Bumbá Encantos da Minha Terra
20:05h
20:30h
04
Apresentação das Quadrilhas 4ª Eliminatória
20:30h
23:00h
05
Boi Bumba Chamegoso
Boi Bumbá Brilho da Noite
Boi Bumbá Estrela Dalva
Quadrilha Rei do Sertão- Adulta “B”
Quadrilha Explosão da Vila – Adulta “B”
Quadrilha Sedução Junina – Adulta “A”
Quadrilha Sabor Marajoara – Adulta “A”


06
Show Cultural Josafá e Trio Pé de Serra
23:00h
02:00h
07
Encerramento DJ. Kadson
02:00h
02:30h


ORD
Atrações Dia 28/06  – 8ª noite – Sábado
                                 
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina 
20:00h
20:05h
03
Apresentação Especial
20:05h
20:30h
04

Final Concurso de Quadrilhas Mirins e Boi Bumbá

20:30h
23:00h
05
Show Cultural Clauber Martins e o Grupo Chapeu de Couro
23:00h
02:00h
06
Encerramento Dj Kadson
02:00h
02:30h






ORD
Atrações Dia 29/06  – 9ª noite - Domingo
                                
Entrada
Saída
01
Animação c/ Dj.
19:30h
20:00h
02
Abertura da Quadra Junina 
20:00h
20:05h
03
Apresentação Especial
20:10h
20:30h
04

Final Concurso de Quadrilhas Categoria  Adulta Grupos “A” e “B”
                                   
21:00h
23:00h
05
Show cultural Felismar e Banda
23:00h
02:00h
06
Encerramento Dj. Kadson
02:00h
02:30h






______________________________
Claudio Luis Feitosa Felipeto
Secretaria Municipal de Cultura
Portaria 008/2013-G.P.