quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Mais uma vez convocamos nossa categoria para debatermos assuntos de nosso interesse

Caros Companheiros, 


Conforme divulgamos em postagem anterior, a coordenação do Sintepp reuniu-se com o Conselho Municipal de Educação para debatermos sobre a implementação da hora atividade na rede municipal de ensino já a partir de janeiro de 2015, conforme acordado com a Secretaria Municipal de Educação. Acordo esse, fruto de nossa greve no início desse ano. 
A reunião aconteceu na tarde de ontem, dia 19/11, na sala de reunião do Sintepp. Após longo debate, houve consenso em uma proposta única a ser apresentada na reunião da Comissão que acontecerá amanhã, às 14 horas na Semed. 
Esperamos haver tranquilidade por parte da secretaria de educação em aceitar a proposta que apresentaremos, uma vez que se trata do caminho mais racional para se implementar esse direito. 
É bom lembrar aos companheiros que a Lei de criação do Piso Nacional e demais provimentos legais estabelecem que a jornada de trabalho do professor deve ser dividida da seguinte forma: dois terços em efetivo trabalho com o aluno e um terço como hora atividade. Todavia, a lei não diz como fazer isso na prática. Levando em conta que um terço de 100, por exemplo, é 33,33. Uma turma de língua portuguesa soma-se 25 horas, duas turmas dão 50 horas, esse complicador é gerado em todas as disciplinas. É preciso, portanto, fazer uma readequação curricular e de horários para que possibilite a lotação do professor garantindo-lhe a hora atividade. 
A proposta que formulamos é para garantir esse direito a todos os professores da educação infantil ao EJA, da Zona Urbana e Zona Rural. Estamos prontos para ouvirmos a contra-proposta da Semed se houver. O resultado dessa reunião apresentaremos aos companheiros na Assembleia Geral de segunda-feira, dia 24/11, a partir das 16 horas, no auditório da EMEF José Mendonça Vergulino; durante a qual estaremos tratando também de outros assuntos de interesse da categoria. Portanto, pedimos o comparecimento de todos os nossos companheiros para analisarmos e decidirmos juntos os rumos de nossa luta.   

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL


segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Prefeitura inicia imprimação para asfaltar ruas do Bairro Araguaia



A Prefeitura de Marabá, cumprindo meta do plano de "Plano de Pavimentação e Qualificação de Vias Urbanas”, dentro do programa “Xô Poaca”, que visa levar pavimentação as áreas mais periféricas do município, deu início na última sexta-feira (14), a imprimação, etapa de preparação para a colocação do asfalto, da Avenida das Torres, principal via do Bairro Araguaia.

A pavimentação traz uma série de outras melhorias, como a valorização de imóveis e melhor qualidade de vida. Moradora da Avenida das Torres há três anos, Elisabete Tavares, 34 anos, conta que não imaginava que o asfalto iria chegar tão cedo no bairro.

“Nós estamos muito felizes com os trabalhos que estão sendo realizados aqui. Imagina quando chegar o asfalto. Não estamos acreditando em tudo isso que está acontecendo”, confessa. A dona de casa diz ainda que a rua em que mora também recebeu iluminação pública há cerca de quatro meses. “A prefeitura realmente está trabalhando pelo nosso bairro”, pondera.

Quem também está feliz com as obras é Maria Eliene Gonçalves Lima, 56 anos. Pioneira no bairro, ela comemora a preparação feita para a chegada do asfalto. “Está tudo indo muito bem, espero que continue assim, a obra está a todo vapor”, avalia a dona de casa, lembrando que quando chegou ao bairro era só mato e agora está chegando o desenvolvimento.

Segundo Antônio Martins, encarregado geral da obra, a imprimação das ruas continuará na próxima quarta-feira (19), caso não chova nesses próximos dois dias. O próximo local a ser asfaltado é o trecho que segue da Avenida das Torres, que dá acesso a Rodovia Transamazônica (BR-230).

Ao total, 60 funcionários estão trabalhando no Bairro Araguaia. Os trabalhos iniciaram o último dia 28 de setembro e a previsão é de que em 15 meses as obras estejam concluídas.

A obra é fruto do convênio entre a Prefeitura de Marabá e a Vale, como compensação pela duplicação da Estrada de Ferro Carajás (EFC). Além do Araguaia, também estão recebendo terraplanagem, drenagem e pavimentação os Bairros Nossa Senhora Aparecida (Coca-Cola), Alzira Mutran, Km 7, São Félix I e II, e a Vila Itainópolis, na zona rural do município.

Outras obras

A prefeitura também realizou outras melhorias recentes no Bairro Araguaia, como a instalação de 600 pontos de iluminação pública, com estrutura de braços de luz, lâmpadas e reatores. Além disso, está prevista para o bairro a construção de um Núcleo de Educação Infantil (NEI), com capacidade para 240 crianças, orçado em R$ 1, 8 milhão.

A creche será executada com a metodologia Light Steel Frame (LSF), que é um sistema construtivo com elementos metálicos para paredes e coberturas, formados por quadros estruturais de perfis leves de aço zincado, fazendo com que a construção seja mais rápida. (Texto: Alessandra Gonçalves/Fotos: Dinho Aires)

SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DA HORA ATIVIDADE NA REDE MUNICIPAL

Em reunião da Comissão de Gestão do Plano de Carreira ,17/11, houve apresentação de três proposta para implementação da hora atividade: da Semed, do CME e do Sintepp. Não houve consenso, próxima reunião será sexta-feira, 23/11. Quarta-feira, (19), Sintepp e CME se reunirão para tirar proposta comum. 


Aconteceu nessa segunda-feira, (17), mais uma reunião da Comissão de Gestão do PCCR. Essa comissão, responsável por fazer os debates sobre a implementação da jornada do professor garantindo a hora atividade, é composta por representantes dos vários segmentos da educação, entre eles o Sintepp o Conselho Municipal de Educação. 
A proposta inicial aprovada em assembleia, que aconteceu no mês de agosto no auditório da EMEF José Mendonça Vergulino, de implementar o sistema de jornada, no qual cada servidor só poderia trabalhar numa rede por turno, com jornada de 100 por turno e no máximo 200 em dois turnos, está sendo rediscutida pela comissão. 
Na reunião de hoje, foi apresentada pela equipe da secretaria de educação uma proposta de mudança curricular para tornar possível a implementação da hora atividade. O CME também apresentou proposta para implementação desse direito com alteração curricular. O Sintepp, representado na comissão pelos coordenadores Wendel Bezerra, Lucimar Tavares e Aurismar Queiroz, ver vários pontos em comum entre a proposta defendida pelo sindicato e aquela apresentada pelo CME, todavia alguns pontos precisam ser discutidos. A ideia é tirar uma proposta que seja consenso entre Sintepp e CME. Para isso ficou marcada uma reunião no Conselho na próxima quarta-feira. A Comissão se reunirá na próxima sexta-feira, dia 21 para chegar a uma proposta final que será apresentada para a categoria em assembleia geral que deverá ser marcada para segunda-feira, dia 23/11.
O Sintepp defenderá aquela proposta que for melhor para a categoria, não tomaremos nenhuma decisão sem antes ouvir nossos companheiros interessados. Defendemos que a hora atividade deva ser igual para toda a rede do 1º ao 9º ano. Dessa forma esperamos contar com a presença em massa dos companheiros na assembleia geral que marcaremos.  
  

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

SEMED PEDE REUNIÃO COM UNIMED

Por telefone, o secretário de educação informou ao blogger e pediu para repassar à categoria, que marcou reunião com representantes da Unimed a fim de discutirem sobre o plano dessa empresa com a prefeitura. O objetivo da reunião, segundo ele informou, será tirar encaminhamento sobre as reclamações que os servidores da secretaria de educação vem fazendo com relação aos aumentos praticados por essa empresa. 
A reunião acontecerá amanhã, 14/11, às nove horas no gabinete do secretário de educação. 

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

PARABÉNS AO DIA DO DIRETOR

HILDECY - DIRETOR DO GERALDO VELOSO
Meus queridos companheiros e amigos diretores e diretoras de escolas, um grande abraço, parabéns pelo seu dia. Em especial aos meus diretores das escolas Acy Barros, professor Fábio Rogério; Geraldo Veloso, professor Hildecy e Irmã Teodora, professora Alda.
Foto: Primeira visita do PGE na escola Liberdade..
FÁBIO ROGÉRIO - CAMISA BRANCA NO CENTRO - DIRETOR DO ACY BARROS

PROFESSORA ALDA - DIRETORA DO IRMÃ TEODORA

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Resultado de Reunião solicitada pelo SINTEPP com a SEMED!



SINTEPP – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará
SUBSEDE DE MARABÁ

Reunião da Coordenação do SINTEPP
com equipe de gestão da Secretaria de Educação
(06/11/2014)

Caros filiados,

Durante a reunião discutimos 05 pautas: 01. Progressões; 0 2. Hora-atividade; 03. Plano Unimed; 04. Gestão das Escolas e 05. Calendários de Pagamentos.

1. Sobre as progressões, a equipe da SEMED informou que reconhece o direito automático dos servidores de receberem as suas progressões. Mas adiantou que decidiram pagar apenas em janeiro de 2015 para não por em riso o pagamento do Décimo terceiro salário. Informaram ainda que não há qualquer possibilidade de parcelamento do décimo terceiro ou do salário de dezembro. Segundo eles, algumas pessoas de caráter duvidoso, ao invés de trabalhar, passam o tempo todo plantando falsas informações dentro das escolas, estabelecendo uma cultura do pânico dentro do sistema educacional. Conseguimos garantir durante a reunião, que todas as progressões do Nível Médio para o Superior (NEI para NI) serão pagas agora no mês de novembro;

2. Sobre a Hora-atividade, a equipe da SEMED lamentou o problema criado durante a implantação da hora-atividade nas escolas de 1º ao 5º ano, mas disseram que dialogaram com as escolas e esclareceram que a partir de 2015, a hora-atividade será implementada conforme acordada. A SEMED tentou criar uma Comissão Paralela a Comissão de Gestão do PCCR para discutir a hora-atividade dos demais seguimentos, mas a partir da intervenção do SINTEPP, foi garantido que a Comissão de Gestão do PCCR aprovará as propostas de implementação da Hora-atividade a partir de 2015 para todos os seguimentos, EJA, Educ. Infantil e fundamental de 6º ao 9º, tudo conforme já acordado com a categoria.

3. Sobre o Plano Unimed, foi criada uma equipe com 02 representantes do SINTEPP e 02 da SEMED para participar de reunião com Gerência da Unimed Belém, Imperatriz e Fortaleza. Durante a reunião vamos apresentar a quantidade de vidas atendidas pela Unimed Sul do Pará e solicitar uma proposta de Substituição da Unimed Sul do Pará mantendo as carências;

4. Sobre a Gestão das Escolas, durante a reunião o SINTEPP argumentou que a SEMED precisa dialogar mais com a direção das escolas, determinando em comum acordo a autonomia de cada escola e os limites legais. Deixamos claro ao Secretário que não vamos tolerar ameaças contra os diretores e contra os demais servidores da escola. Segundo a SEMED, o calendário letivo é uma garantia do aluno e as escolas precisam cumprir. Segundo o secretário de educação, o Ministério Público está pressionando a SEMED porque está havendo uma verdadeira chuva de denúncias contra escolas que não estão cumprindo o calendário. O Secretário nós entregou uma cópia do último documento encaminhado pelo MPE exigindo a FISCALIZAÇÃO DO CALENDÁRIO ESCOLAR;

5. Sobre o pagamento dos servidores da educação, a SEMED informou que nos últimos meses uma série de direitos foram assegurados, tais como: Aumento por tempo de serviço, Promoção Horizontal, e Progressões Verticais. A garantia desses direitos, segundo a SEMED, elevou bastante a folha de pagamento. Segundo o Secretário, o valor da folha hoje passa dos R$ 11 milhões enquanto que os repasses mensais do FUNDEB estão na casa dos R$ 10 milhões.  Segundo o Secretário, apesar da data limite ser o dia 10 do mês subsequente, eles vão continuar fazendo o esforço possível para pagar antes do dia 05 de cada mês. O Secretário ratificou que está descartada a possibilidade de parcelamento e que os pagamentos por parte da categoria, a exemplo do que aconteceu no mês de outubro, foi uma forma que eles encontraram para iniciar o pagamento com os recursos que já estavam disponíveis da conta do FUNDEB.

Caros filiados, mais uma vez queremos ratificar a importância do nosso Conselho Municipal de Representantes do SINTEPP por Escola. Nos últimos meses, a participação tem diminuído bastante e isso levou a Coordenação do SINTEPP a optar apenas pelas Assembleias. Por ser uma reunião que permite a participação de todos os servidores, a Assembleia não pode ser realizada periodicamente, pois isso pode resultar em problemas para as escolas. Neste sentido, pedimos a todos que reforcem em suas escolas a necessidade e importância deste Conselho para manter a escola informada, evitando assim a disseminação de boatos que em nada fortalecem a nossa categoria. Durante a HP – Hora Pedagógica, informamos que a nossa esquipe do SINTEPP está a disposição para participar contribuindo na FORMAÇÃO dos nossos servidores, basta ligar e agendar na Secretaria do SINTEPP.  


A Coordenação

SINTEPP – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARÁ


 
NOTA DE ESCLARECIMENTO AOS CONGRESSISTAS DO XXI CONGRESSO ESTADUAL DO SINTEPP E A TODOS OS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DO ESTADO DO PARÁ


Neste mês de novembro, mas especificamente no período do dia 27 a 29, será realizado o nosso XXI Congresso Estadual. Durante o mesmo deveríamos discutir além de um monte de assuntos que pouco ou nada contribuem para a nossa luta, também deveríamos debater a conjuntura educacional do nosso país, estado e de todo o mundo, deliberando resoluções e encaminhamentos que pudessem de fato ajudar a construir a nossa luta cotidiana, o que em regra não tem acontecido.
Mas o que todos nós nos perguntamos de fato é qual a contribuição concreta do Congresso Estadual do SINTEPP para a luta que lideramos todos os dias em nosso município?! Vamos fazer esta pergunta, caros filiados e coordenadores de subsedes de todo o nosso imenso estado?!
Nosso estatuto proíbe a participação de todas as subsedes não quites e de todas as subsedes que não contribuíram com a contribuição extra de três meses aprovada no Conselho Estadual de Representante. Esse entrave burocrático condena as subsedes que priorizaram a luta dos seus filiados, ou até mesmo aquelas subsedes que investiram na parte estrutural, tirando assim a subsede do aluguel e da falta de mobilidade.
Muitas subsedes são obrigadas a contratar advogados de forma particular, pois diante da dimensão do nosso estado e da falta de advogados contratados com o pouco arrecadado pelas Regionais, não há outra coisa a se fazer se não contratar, já que a categoria assim exige.
Participar do Congresso custa muito caro a todas as subsedes. Gastamos com a inscrição no valor de R$ 30,00 para cada delegado inscrito; com despesas de deslocamento; diárias e combustível. Isso tudo, quando somado as despesas estatutárias (que sem acordo somam 40%), deixa as subsedes praticamente inoperantes frente aos ataques ferozes dos Prefeitos em todo o Estado do Pará. Eles se organizam e constroem planos de carreira modelo para todos as prefeituras. Modelos estes que não representam valorização alguma para nós trabalhadores.
Por tudo isso, queremos registrar que a nossa subsede aprovou em reunião da Coordenação realizada no dia 01 de novembro de 2014, pela não participação do XXI Congresso Estadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado do Pará. Neste sentido, também nos solidarizamos com todas as subsedes que por questões financeiras não poderão participar do Congresso. Da mesma forma pedimos a todas as subsedes que assim como Marabá, optem pela não participação no Congresso. Nós poderíamos sim fazer o devido esforço para garantir a nossa participação, mas como bem explicamos acima, decidimos que o melhor seria contribuir para a luta verdadeira e cotidiana da nossa classe. Durante os dias 27, 28 e 29 de novembro, deveremos realizar um grande Seminário sobre Gestão Democrática na subsede de Marabá. Repassamos a todos que estejam interessados o convite, pois já realizamos eleições diretas para Diretor de Unidade de Ensino em praticamente 100% das escolas públicas municipais de Marabá, mas nossos gestores eleitos pela base e pela comunidade escolar estão sendo vítimas do assédio político de oportunistas e de assédio moral por parte da Secretaria de Educação.
Refletir sobre a nossa participação no Congresso, sobre as regras burocráticas pré-estabelecidas e sobre a postura de nossos dirigentes não significa em hipótese alguma que estamos colocando em “xeque” a competência e/ou a sabedoria de nossos dirigentes estaduais, mas tão somente que a postura assumida nos últimos anos tem burocratizado e engessado a luta da classe trabalhadora. 
Um bom Congresso a todos os congressistas.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

TEMAS DA REDAÇÃO DO ENEM 2014 -

Neste final de semana mais de 9,5 milhões de estudantes estarão realizando as provas do Enem. Isso representa um crescimento na ordem de 21,6% no número de inscritos em comparação ao ano de 2013. O site InfoEnem sugere uma temática dentro do meio ambiente como possível para a prova de redação. Creio ser possível, pois, como sugere o site, é um tema sempre bem atual. O problema da falta de chuva na região sudeste, principalmente em São Paulo, é prova disso. Arisco sugerir também, algo ligado as múltiplas inteligências, ou à inteligência artificial. Veja a postagem do InfoEnem abaixo.
 
 **********
Um assunto sempre em alta em diversos vestibulares é a preocupação com o meio ambiente. Apesar disso, não chega a ser repetitivo, já que é possível pensar em vários temas dentro desse assunto, inclusive relacionados a água. Para lembrar a diferença entre assunto e tema, leia nosso artigo sobre isso aqui.
Confira nossas sugestões:

1) A problemática da gestão de resíduos urbanos no Brasil

Em 2010, foi promulgada a lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos que está em fase de consolidação. Diversas são as problemáticas sobre a gestão de resíduos no Brasil, principalmente porque a geração de lixo anual é muito grande. Se não está interado nesse tema, aproveite a dica para pesquisar!

2) O custo-benefício da geração de energia através de renováveis

Energia renovável é uma demanda muito alta para o século XXI a fim de diversificar mais a matriz energética brasileira. Porém, para isso, é necessário investimento em pesquisas e modernização de tecnologias, além de ser menos rentável financeiramente do que a energia não renovável. Esses prós-e-contras podem ser utilizados como argumentação.

3) Embate entre agronegócio e preservação de florestas

Um grande conflito brasileiro atual é o existente entre os interesses do agronegócio e a preservação do meio ambiente. Isso, inclusive, é refletido no Poder Legislativo, através das bancadas ruralistas e ambientalistas. É um tema polêmico mas que poderia ser bem direcionado através de uma coletânea adequada.

4) Sustentabilidade nas empresas: nova visão de negócio

Neste século, um dos nomes mais em alta nas empresas é: sustentabilidade. Em uma redação com esse tema, seria importante salientar a importância das empresas se adequarem a essa demanda, podendo considerar diversos motivos, por exemplo, redução de custos, marketing verde, impacto social, etc.
Esses são os possíveis temas sobre Meio Ambiente que listamos hoje. Que tal treinar mais sua dissertação antes de domingo? Aproveite nossas dicas e bom estudo!
 

Obras na Grota Criminosa e de drenagem na Folha 23 seguem em ritmo acelerado


 
As obras de Contenção de Cheias, Macrodrenagem e Urbanização da Bacia do Córrego da Criminosa, seguem em ritmo acelerado. O trabalho, que iniciou em agosto deste ano, é executado pela Prefeitura de Marabá para benefício direto de várias famílias que viviam em situação de vulnerabilidade social na área. O projeto tem investimento de cerca de R$ 49 milhões, em parceria com o Governo Federal.
Além da macrodrenagem da Grota Criminosa, o projeto também prevê drenagem pluvial, coleta de esgoto, implantação da rede de distribuição de água e pavimentação de todas as ruas das Folhas 23 e 26; além da instalação da rede de tratamento de esgoto na Folha 32.
O prefeito João Salame ressalta que é o maior projeto de urbanização da história de Marabá. “Só com esse trabalho serão solucionados de forma definitiva problemas históricos da cidade, como alagamentos, além de trazer junto melhorias sanitárias que impedem a proliferação de doenças”, explica Salame.
Segundo Crimério Pacheco, arquiteto responsável pela obra, desde o mês passado foi iniciado o levantamento das paredes do canal e junto com ele a calha por cima da camada de concreto, colocada ainda em setembro. “Nessa primeira etapa foi cavado um canal com 580m de comprimento, mas a concretagem feita até agora atinge aproximadamente 60m”, disse.
O arquiteto enfatiza ainda que os trabalhos na grota criminosa foram intensificados por causa da chegada do período chuvoso. “A partir de dezembro vamos readequar o cronograma da obra do canal e vamos nos concentrar nos trabalhos de drenagem da Folha 23”, disse, complementando que a pavimentação das Folhas 23 e 26 devem iniciar a partir de março de 2015. Até lá, será concluída a drenagem e feitos os serviços de canalização da água e coleta de esgoto.
A primeira etapa de canalização da grota, que está em execução, corresponde a 50% do projeto de macrodrenagem e urbanização. A ordem de serviço de toda a obra foi dada ainda em dezembro de 2013, mas os serviços preliminares de limpeza só puderam iniciar após a desapropriação da área, finalizada no primeiro semestre deste ano. A construtora responsável por toda a obra tem até junho do ano que vem para concluir os trabalhos. Até lá, devem ser gerados até 150 empregos diretos no setor. (Texto: Alessandra Gonçalves/ Fotos: Ananias Santos)
 
 
 
 

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Prefeitura promove capacitação sobre a febre Chikungunya


 

Mesmo não tendo nenhum caso notificado da febre Chikungunya no município, a Prefeitura de Marabá está atenta à situação da doença. Tanto que os profissionais da saúde da rede pública e privada do município serão capacitados para a identificação de casos suspeitos na cidade, bem como quanto ao diagnóstico e tratamento da doença.

A capacitação começa nesta quinta-feira (6), às 16 horas, com cerca de 40 profissionais do Hospital da Unimed. Na sexta-feira (7), é a vez de 40 profissionais do Hospital Municipal de Marabá (HMM) serem capacitados, entre eles: médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

O objetivo é atualizá-los com todas as informações necessárias para que eles possam trabalhar com mais competência na prevenção da doença. Segundo a diretora da Vigilância em Saúde, Crissiana Dias, estes profissionais serão informados sobre a transmissão, a evolução e o controle da doença. “Precisamos dar subsídios para que eles possam fornecer informações para a população”, explica.

Na ocasião da capacitação será apresentado aos profissionais que trabalharão diretamente com os casos suspeitos o Plano de Contingência do Vírus. Após os profissionais do Hospital da Unimed e do Municipal de Marabá, será a vez dos servidores das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município.

 

A doença
A febre Chikungunya é causada pelo vírus CHIKV e, assim como a dengue e a febre amarela, é transmitida pela picada de um mosquito. O Aedes aegypth, mosquito transmissor da dengue, e o Aedes albopictus, transmissor da febre amarela, têm potencial para se tornar um transmissor da Chikungunya e apresentar risco para a população brasileira.
Os principais sintomas da doença são febre alta, dor muscular, manchas na pele, náusea, vômito e dores nas articulações, que é a mais característica manifestação da doença.

Crissiana Dias afirma que, caso a pessoa esteja com estes sintomas – principalmente com dores nas articulações e febre – e tenha viajado últimos quinze dias antes da manifestação, ela faz parte do grupo de suspeita e deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima.
A prevenção é similar à da dengue. Como não existem vacinas para estas enfermidades, a melhor maneira de evitar o contágio é não deixar água parada para evitar a proliferação do mosquito. (Texto: Alessandra Gonçalves/ Foto: Helder Messiahs)

SEMED DIVULGA CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES

Em mensagem enviada pelo secretário municipal de educação, professor Pedro Souza, recebi a informação sobre o calendário para o pagamento dos salários dos servidores. Na nota o secretário esclarece que a prefeitura tem o prazo legal até o décimo dia de cada mês para efetuar o pagamento dos servidores, mas que a secretaria de educação, a maior do município, tem feito todos os esforços para honrar o compromisso até o dia 5 de cada mês, mas que, excepcionalmente, nesse mês de novembro, a secretaria fará o pagamento dentro do prazo legal. Veja abaixo a mensagem que recebemos.

"O pagamento será depositado na conta da educação, conforme cronograma abaixo:
Dia 06/11/2014: quinta-feira, Todos os servidores concursados lotados nas escolas.

Dia 10/11/2014, segunda-feira: 
1. Todos os servidores contratados lotados nas escolas.
2. Todos os servidores lotados na Semed/Sede.

Se houver recurso, efetuaremos todos os pagamentos até sexta-feira dia 07/11/2014."